Iniciamos o Tempo da Quaresma em nossa Igreja! É tempo de conversão, de mudança, isso não é sinônimo de tristeza, pelo contrário, é viver intensamente esse tempo com muita alegria. É claro, que a mudança precisa ser constante em nossas vidas, a cada dia. Porém, esse tempo é um tempo muito propício para isso! A nossa Igreja é muito rica nesse sentido, de nos proporcionar esse tempo quaresmal para olharmos ainda mais o profundo do nosso interior e o que for preciso mudar, mudar para melhor! E como conseguimos isso? É morrendo!

Nossa, como assim? Isso mesmo, morrendo para as nossas vontades, para o nosso Eu, nosso orgulho e egoísmo. Morrendo para aqueles desejos que insistem em querer nos dominar e não nos deixa enxergar o desejo maior que está no coração de Deus! E cada um de nós sabemos o que é preciso mudar, o que é preciso fazer morrer de vez para que a vida que está escondida em Cristo possa nascer em nós!

Uma vez, em uma conversa com o meu Fundador ele me falava daquela passagem: “Em verdade, em verdade, vos digo: se o grão de trigo que cai na terra não morre, fica só. Mas, se morre, produz muito fruto”. (Jo 12,24). Ele me ensinava que na vida em Deus, o caminho para a vida eterna é assim, como o grão de trigo que caí no chão, germina, vira fruto, se transforma em pão e alimenta, gera vida! Se apegarmos as coisas da terra, não colheremos os frutos e podemos perder a nossa vida. E para se chegar a vida eterna o caminho inicia aqui na terra, morrendo a cada dia, com dor, com sofrimentos, trilhando o mesmo caminho do Cristo, de renúncias, de calvário, de angústias, mas com a certeza da ressurreição, na certeza de uma vida nova, vida em abundância!!

Portanto, quaresma, tempo de algo novo, de mudança, de conversão e de uma intimidade maior com o Senhor de nossas vidas: Jesus Cristo!

Deus abençoe!

Daiane Claro

Cofundadora da Comunidade Católica Alicerce

Comentários

Comentários