Somos afrontados diariamente com tantos desafios e situações, que essa frase se faz tão necessária quanto importante de se tornar uma pratica em nossa vida.

Certo dia desses enquanto aguardava uma pessoa em uma consulta médica, fiquei observando a movimentação e a forma como as pessoas se comportavam naquele ambiente, para minha surpresa muitos homens/pais acompanhando suas filhas no atendimento médico, e me vinha sempre essa frase: “todo cuidado é pouco”, mas com o decorrer do tempo ao observar aquelas situações diante dos meus olhos, me peguei a refletir que o carinho e o cuidado que muitas estavam recebe do naquele momento de vulnerabilidade da saúde não era suficiente, afinal de contas: Todo cuidado é pouco!

Percebemos que a sociedade tem nos tornado cada vez mais automatizados e deixamos muitas vezes de perceber os detalhes da vida e os sinais de vulnerabilidade das pessoas que convivem conosco, e acabamos muitas vezes e infelizmente, só percebendo a fragilidade e a gravidade da situação quando ela assume a forma de uma doença, de um uso abusivo de drogas ou bebidas, de uma tentativa de suicídio…enfim!

Cada dia de nossa vida é uma possibilidade que recebemos para viver diferente, para fazer a diferença e para vivenciar a Graça que é conviver com pessoas totalmente diferentes de nós, e perceber que a minha limitação pode ser suportada pela potencialidade do outro, e que a minha potencialidade é suporte para a fraqueza do outro e isso não nos torna fracassados ou dependentes uns dos outros, mas nos dá a capacidade de vivenciar a cada dia uma experiência concreta com a divindade presente em cada ser humano, criado a imagem e semelhança de Deus!

Por isso: Todo cuidado é pouco!

Amanda Barbosa da Costa

Missionária da Comunidade Católica Alicerce

Comentários

Comentários