Quando temos afeto e carinho por alguém, não precisamos esperar um dia certo, uma data comemorativa para prestar uma homenagem, porém, existem datas que não podemos deixar passar em branco, e a liturgia da Igreja nesse mês de maio nos convida a olhar para Maria, como mãe, como esposa, como modelo de santidade, pois, ela em seu infinito amor de mãe, tem olhado para a humanidade, continua manifestando a graça de Deus em nosso meio.

Cada vez que a Igreja nos chama a atenção para uma comemoração especial, não é simplesmente uma data, mas uma motivação para darmos passos concretos na fé, para não desanimarmos diante das situações difíceis. E ninguém melhor do que Maria para trazer animo e força para todo o povo brasileiro de modo particular, nesse tempo de crise econômica, ética e moral.

Portanto, Maria é a cheia de graça e quer nos visitar assim como visitou Isabel para nos trazer á alegria do Seu filho Jesus e nos ajudar a ser filho melhores, que não desistam de buscar e realizar o projeto de Deus aqui na terra, que é a forma do ser humano se realizar por completo. Que ela interceda por todos nós e que lutemos para ser um pouquinho do que ela é, em sua fidelidade, coragem, força e perseverança.  “Através da experiência de morte e ressurreição do seu Filho, vistas, na fé, como a expressão suprema do amor de Deus, o coração de Maria tornou-se uma fonte de paz, de consolação, de esperança, de misericórdia.” Papa Francisco

Bruna Ferreira

Missionária da Comunidade Católica Alicerce

Comentários

Comentários