Fomos gerados desde antes da nossa concepção, no coração de Deus! E isso deveria nos bastar, para vivermos intensamente na Graça de Deus nessa vida que nos foi dada e nas condições em que nos encontramos, seja por escolhas nossas, que nos trás consequências, e essas nem sempre são agradáveis, ou seja por imposição da nossa condição e da sociedade em que vivemos.

A cada dia que iniciamos recebemos de Deus uma proposta nova, uma possibilidade nova de sermos e fazermos o essencial, aquilo que de fato nos realizará como filhos de Deus, mas nem sempre optamos por essa possibilidade, muitas vezes as situações do dia a dia, nossa história de vida ou mesmo as nossas expectativas e desejos, nos fazem abrir mão dessa possibilidade, e nos enveredamos por caminhos desconhecidos que nos amedrontam e não poucas vezes nos ferimos e possivelmente nos perdemos. “Assim como determinada quantidade de gás preenche um espaço oco sempre de modo uniforme e integral, não importando as dimensões deste espaço, o sofrimento, seja grande ou pequeno, ocupa toda a alma da pessoa humana” (Vicktor Frankl, 2016 p. 63). E esse sofrimento vai sufocando em nós essa possibilidade, é preciso portanto, que mesmo em meio ao sofrimento busquemos o sopro do espírito, a presença Daquele que nos criou, para retomarmos o caminho e não permitir “Que ninguém vos engane de modo algum. Deus vos chamou para que, por meio do nosso evangelho, alcanceis a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.” (2 Ts 2,1-3a)

Não menosprezar o sofrimento, porém não o supervalorizar, a glória de Deus se manifesta em nossas vidas diariamente, nos mais simples e despercebidos acontecimentos, precisamos estar atentos, ainda que um tanto desnorteados pelos gases que insistem em turvar a nossa visão e tirar de nós o sentido, mas manter sempre viva em nosso coração a voz Daquele que nos chamou, para que possamos insistir na vivência do Evangelho, viver bem cada momento, com intensidade, com alegria, com entusiasmo, com coragem e nos encontrarmos a cada dia na vontade de Deus ao nos criar e a dar na nossa própria vida todas as condições necessárias para isso, com a certeza de que há um Deus que olha por nós, há um Deus que cuida da nossa vocação, há um Deus que nos dá a possibilidade de realização diariamente, faça a sua escolha, trilhe o seu caminho e se este for o que Deus te possibilitou, certamente alcançará a glória reservada para a sua vida.

Deus abençoe!

Amanda Barbosa da Costa

Missionária da Comunidade Católica Alicerce

 

*Livro: Frankl, Vicktor E. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração.

Comentários

Comentários