“O amor não se cansa e nem cansa” ( São João da Cruz)

O autor dessa frase é conhecido como o homem que passou pelas noites escuras, São João da Cruz viveu uma vida de sofrimento, de deserto, de noites escuras, não diferente de muitos de nós. Mas, ele fez uma experiência tão profunda com o amor de Deus, que nada foi capaz de destruir ou tirar dele a capacidade de amar.
Quando estamos em Deus, e, de fato encontramos na nossa vida o AMOR, a gente não deixa com as contrariedades da vida nos desanime, nos canse, e, principalmente tire de nós a beleza de amar.
Encontro um sentido tão real nessa frase, quando vejo uma mãe que se entrega totalmente à um filho.
Vejo nos esposos que lutam para permanecerem juntos até o final de suas vidas.

Vejo em enfermeiros, médicos, bombeiros, que se arriscam para salvar vidas.
Vejo em tantos missionários que lutam para perseverarem em sua vocação, e, conseguem renovarem o seu sim diariamente sem impor condição.

Vejo na vida daqueles padres que amam seu ministério e são incansável na luta por conduzir o povo em uma vida em Deus.

Vejo nos pais que trabalham, que zelam e promovem segurança para sua família.
Enfim, vejo na minha vida, que o amor me salvou, me tirou do egoísmo. E, sim, confesso que por algumas vezes, esse amor me feriu, mas, o mesmo amor que fere, eh o amor que cura, que restaura e nos coloca em um processo de amadurecimento.

Ainda que por vezes, amar pode parecer uma decisão difícil, eu fico com São João da Cruz, ” que o amor não cansa e nem se cansa”, e, portanto, eu escolho viver o amor, pois, ele me impediu de permanecer paralisada, me elevou, me ajudou a transcender, a olhar para o Criador, e, querer me assemelhar a Ele! Por isso, eu digo, sim, eu continuo escolhendo pelo amor!

Missionária – Bruna Ferreira

Gostou? Compartilhe:
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *