Há um caminho a ser trilhado, uma meta a ser alcançada, e por vezes o caminho escolhido e necessário para se chegar, é o mais custoso!

Quem busca, encontra alguma coisa, e não é qualquer coisa, mas aquilo que se propõe a buscar.

É necessário, portanto, atenção à sinalização, aos buracos, veículos, animais e pessoas que passam pelo mesmo caminho, talvez não com o mesmo objetivo, porém presenciando e tendo a possibilidade de contemplar a mesma beleza que você, os mesmos buracos, e os mesmos perigos…

Quem sabe de onde saiu e sabe para onde vai, e que há um tempo para isso, sabe que o caminho importa!

Pois é no caminho que a busca tem sentido, é no caminho que reconheço minhas forças e limitações, e é também no caminho que faço a experiência de valorizar a meta, pois sei de cada situação, dificuldade e beleza encontradas até chegar à meta.

Enfim, há em cada caminho inúmeras possibilidades, e para qual delas você tem olhado?

Não queira facilitar! Não procure pelo atalho, esteja atento, perceba o que acontece aí seu redor, e não meça esforços para trilhar o caminho da vida.

Pois a dificuldade e o sofrimento encontrados pelo caminho, é que nos possibilitarão uma pequena pausa para restabelecer as forças e contemplar a Beleza explícita, e então poderemos, ao chegar na meta e encontrar o objetivo, saborear a realização de completar o caminho, e principalmente da conquista de quem eu sou depois de trilhar aquele caminho!

Me diz aí, qual caminho você tem trilhado, e qual é a sua meta?

“Buscai em primeiro lugar o reino de Deus, e todas essas coisas vos serão dadas em acréscimo” (MT 6,33)

Amanda Barbosa da Costa

Missionária da Comunidade Católica Alicerce

Comentários

Comentários